Quantidade de Páginas visitadas


Jaime Canet Júnior foi governador do estado do Paraná, Brasil, entre 15 de março de 1975 e 15 de março de 1979

Jayme Canet Júnior, nasceu em Ourinhos, Estado de São Paulo, dia 19 de Janeiro de 1925, filho de Jayme Canet e Anita Lopes Canet. Fez seus primeiros estudos no Grupo Escolar 19 de Dezembro, em Curitiba, e no Colégio Belmiro Cesar. O pré-universitário no antigo Colégio Paranaense. Ingressou no curso superior na Escola de Engenharia, mas não concluiu a carreira universitária, optando pela atividade no comércio e agricultura.

Prosperou nessa área, tendo representado o Paraná na Junta Administrativa do Instituto Brasileiro do Café.

Engajou-se efetivamente na política, na campanha eleitoral de 1960, ao apoiar e coordenar a campanha do Governador Ney Braga.

Fez o mesmo na sucessão de Ney, ao exercer papel preponderante ao movimento político que levou Paulo Pimentel ao Palácio Iguaçu.

Ocupou importantes cargos na administração pública: presidente da empresa Café do Paraná, do Banco do Estado do Paraná e vice-governador no período de 1973-1975. Eleito governador, pela Assembléia Legislativa a 03 de outubro de 1974, tomou posse a 15 de março do ano seguinte. Ao empossar-se, declarou: “Temos profunda consciência do pesado encargo que representa governar quase dez milhões de paranaenses, em um momento em que o Estado deixa condição secular de essencialmente agrícola e se transforma em predominantemente agro-industrial”.

Cafeicultor e pecuarista, e com grande experiência em administração gerencial, realizou um governo dinâmico e progressista. Contou com o clima de Brasília inteiramente favorável ao Paraná, numa fase de grande influência das lideranças paranaenses na administração federal. Tal apoio logístico, político e administrativo, muito lhe valeu na consecução dos altos objetivos a que se propôs. Durante seu período de governo o Paraná deu enorme salto, em todos os setores, experimentando notável crescimento econômico. A agricultura modernizou-se, com a mecanização agrícola e produção de 12 milhões de toneladas de grãos.

Entrou numa fase de acentuada pesquisa tecnológica com o IAPAR e outros organismos técnico-científicos. No campo da energia elétrica, a rede de transmissão e distribuição assinalou significativa expansão. De 11.500 quilômetros de linhas, passou para 20.000 quilômetros. A eletrificação rural alcançou 4.350 quilômetros de extensão.

Desenvolveram-se programas de saneamento, combate à erosão e vacinação em massa. As unidades sanitárias atingiram índices expressivos na assistência à população do interior. O Instituto de Assistência ao Menor remodelou os métodos de atenção aos problemas do menor, mediante duas linhas de ação: a terapêutica e a preventiva. Os serviços de fornecimento de água da Sanepar atingiram 242 sedes municipais e 27 distritos. O consumo industrial de energia elétrica aumentou em 86%. A Telepar espalhou suas redes e linhas de microondas de forma a atender 415 localidades, inclusive na zona rural, DDD em 139 cidades. A capacidade de armazenamento cresceu de 180 toneladas para 440 durante sua gestão governamental.

O impressionante crescimento demográfico obrigou o governo a estabelecer planejamentos adequados. O desenvolvimento econômico teve como complemento a promoção do homem e a distribuição dos frutos do enriquecimento da sociedade. Houve nesses quatro anos acréscimo superior a 50% na oferta de oportunidades educacionais.

Foi, todavia, no setor rodoviário que esse governo deixou as marcas da sua operosidade. Foram pavimentados 4.119 quilômetros de rodovias paranaenses, facilitando os meios de transporte e comunicação entre todas as regiões-econômicas do Estado. Grandes projetos sociais foram postos em execução. Na área penitenciária introduziram-se métodos modernos de reintegração do egresso. Criaram-se vários programas pioneiros, entre os quais o “Programa Themis”, “Instituto de Ação Social Laertes Munhoz”, Patronatos e outras inovações. Fez-se a reforma administrativa, enxugando a estrutura burocrática e agilizando os meios de administrar com racionalidade e eficiência. Foi realmente um extraordinário período de progresso social e prosperidade econômica. Após concluir seu governo, com as modificações políticas que se operaram no país, Jayme Canet Junior formou liderança própria. Fundou o Partido Popular, depois absorvido pelo PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro). Como reconhecimento pelo apoio que assegurou à Educação, foi-lhe concedido o título de “Doutor Honoris Causa” pela Universidade Federal do Paraná.

Obtido em "http://pt.wikipedia.org/wiki/Jaime_Canet_J%C3%BAnior"






Validador

CSS válido!

Secretaria de Estado da Educação do Paraná
Av. Água Verde, 2140 - Água Verde - CEP 80240-900 Curitiba-PR - Fone: (41) 3340-1500
Desenvolvido pela Celepar - Acesso Restrito